Aprenda a conscientizar os colaboradores sobre o uso do EPI!

3 minutos para ler

Você, certamente, quer ajudar a reduzir as ocorrências de acidentes de trabalho em sua empresa, bem como suas consequências, que incluem doenças e afastamentos, certo? Entretanto, é comum que alguns colaboradores apresentem certa resistência ao uso do EPI, o que pode ser muito perigoso para eles e resultar em complicações para a organização.

Dessa forma, é essencial conscientizar os trabalhadores a respeito da importância de usar os EPIs, zelando pela segurança deles e evitando problemas com fiscalizações do governo. Por isso, continue a leitura para conhecer algumas formas de ajudar os colaboradores a entenderem a importância dos equipamentos de proteção individual.

Realize a SIPAT

Realizar anualmente a Semana Interna de Prevenção de Acidentes (SIPAT) é uma das responsabilidades da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA). Trata-se de um período de conscientização que visa à prevenção de acidentes e doenças do trabalho.

Visto que é natural que, no dia a dia, os colaboradores deixem de observar certos cuidados na execução de suas atividades, é importante dedicar uma ocasião para reforçar conceitos de segurança.

Como a SIPAT permite identificar e corrigir práticas que ofereçam riscos, é fundamental realizá-la todos os anos, para que os trabalhadores mantenham os preceitos de segurança sempre em mente.

Ofereça capacitações

É essencial oferecer capacitações regularmente, visando a ajudar os trabalhadores a zelarem pela segurança. Os treinamentos podem incluir orientações relacionadas com o uso dos EPIs e sua importância e sobre como se comportar em locais que oferecem maior risco.

Treinamentos não devem ser vistos apenas como custos, mas como investimentos que contribuirão para a saúde e a vida dos colaboradores. Além disso, a própria empresa se beneficiará do baixo índice de afastamentos e do fato de andar em dia com a legislação.

Faça reuniões

Um dos motivos relacionados com a resistência no uso dos EPIs tem a ver com a falta de informação. Afinal, se o colaborador não entende bem a importância de determinado equipamento de proteção, é natural que exista certa negligência em usá-lo.

Nesse sentido, reuniões periódicas oferecem uma oportunidade de os trabalhadores expressarem suas opiniões, o que permite oferecer a devida orientação. Além disso, tais ocasiões são uma oportunidade de dar instruções referentes aos locais que apresentam maior risco.

Incentive o diálogo

Os colaboradores não precisam depender apenas dos encarregados ou do setor de segurança para entender todos os aspectos da segurança do trabalho. Vale a pena incentivar o diálogo entre os trabalhadores, de forma que um possa aprender com o outro, principalmente no caso de haver novatos na equipe.

Dessa forma, aproveite as reuniões e a própria SIPAT para incentivá-los a se orientarem mutuamente, visando ao fortalecimento da cultura da segurança.

Embora o uso do EPI dependa muito do bom senso dos colaboradores, a empresa tem a responsabilidade de conscientizá-los, visando à segurança deles e também à atuação da organização de acordo com a legislação.

Já que falamos, neste artigo, sobre usar a SIPAT na conscientização dos colaboradores, o que acha de conferir algumas dicas de como realizá-la na sua empresa? Leia o conteúdo “O que é SIPAT? Saiba como organizar na sua empresa” e fique por dentro!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-