O que é SIPAT? Saiba como organizar na sua empresa

4 minutos para ler

Infelizmente, a ocorrência de acidentes na indústria ainda é algo frequente na rotina de trabalho de vários colaboradores. Por esse motivo, constantemente, o setor de segurança do trabalho procura promover algumas ações de conscientização na própria empresa com o intuito de reverter esse cenário atual, como é o caso da SIPAT. No entanto, você já sabe o que é SIPAT?

A Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho – SIPAT é muito comum de ser realizada em ambientes de trabalho em que há presença de riscos (principalmente biológicos, químicos e físicos) ocupacionais, isto é, em postos onde os colaboradores normalmente podem estar sujeitos a alguma consequência para a saúde.

Desse modo, continue a leitura do post e confira tudo sobre a SIPAT.

O que é SIPAT?

A SIPAT representa um conjunto de atividades realizadas durante uma semana na empresa com o foco em elaborar ações preventivas de segurança, evitando, assim, a incidência de acidentes de trabalho. Vale destacar que ela é uma tarefa que precisa ser executada anualmente e ainda é obrigatória para as Comissões Internas de Prevenção de Acidentes – (CIPA).

De caráter inteiramente informativo e de esclarecimento, é fundamental que todos os colaboradores da instituição participem integralmente dessas atividades, visto que não é eficiente apenas uma pequena parcela da equipe receber instruções consideradas tão importantes.

Qual a importância da SIPAT?

A principal relevância dessas atividades, sem dúvidas, é o combate ao alto índice de acidentes de trabalho na indústria, entretanto, também podemos mencionar outros aspectos importantes:

  • treinar a equipe de colaboradores para as mais diversas situações de risco/perigo;
  • possibilitar um espaço aberto de fala para todos os colaboradores, visando, assim, a planejar melhores medidas preventivas;
  • aliar o debate de um tema extremamente importante (segurança no trabalho) a uma data de confraternização;
  • conscientizar os colaboradores para a utilização dos Equipamentos de Proteção Individual – EPIs.

Cabe pautar, ainda, que esse conjunto de atividades jamais deve ser encarado pelo empregador como um custo desnecessário ou como perda de tempo de produção, mas, sim, como um investimento, já que é a garantia da saúde de seus colaboradores que está sendo discutida.

Como organizar uma SIPAT na empresa?

Há várias formas de organizar uma SIPAT — elas podem ser aplicadas por meio de palestras informativas; rodas de conversa; dinâmicas de grupo; workshops; confraternizações, entre outras.

Palestras informativas e workshops

Para essa aplicação é interessante a empresa realizá-la durante o próprio horário de trabalho, para que assim o máximo de colaboradores sejam atingidos. Um outro ponto a ser observado é opção de contratar uma equipe especializada no assunto para expor o tema com mais propriedade, munindo ainda mais os colaboradores de informações técnicas.

Rodas de conversa

A roda de conversa não precisa necessariamente ser conduzida por um profissional da segurança do trabalho, isso porque a troca de informações entre os próprios colaboradores que atuam expostos aos riscos já é extremamente relevante.

Dinâmicas de grupo e confraternizações

Essa opção é essencial para estreitar laços entre a equipe de trabalho, além do mais, a empresa tem a ótima oportunidade de discutir um tema importante (segurança do trabalho) por meio de atividades recreativas e brincadeiras instrutivas.

Seja qual for a forma de aplicação da SIPAT, o importante é ter a certeza de que todos os colaboradores da empresa que estão sujeitos aos riscos ocupacionais participem das atividades. Para isso, esse evento obrigatoriamente necessita ser amplamente divulgado na instituição.

Portanto, após entender o que é SIPAT e conferir como ela pode ser organizada dentro da empresa, é simples perceber que essas atividades podem ser aplicadas no ambiente de trabalho sem quaisquer consequências negativas. Pelo contrário, é uma ação que traz benefícios tanto para a vida humana quanto para o financeiro da empresa (sem acidentes de trabalho, não há parada da produção).

Gostou do conteúdo? Então, assine a nossa newsletter e tenha acesso a mais posts e dicas sobre segurança do trabalho em geral.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-