Fornecedor de EPI: 4 fatores que devem ser considerados na escolha!

3 minutos para ler

O equipamento de proteção individual (EPI) é uma das principais ferramentas para a redução ou eliminação dos riscos no ambiente de trabalho. Por conta de sua importância, o assunto é tratado pela Norma Regulamentadora (NR) 6, de aplicação obrigatória pelos empregadores. Mas você sabe como encontrar o melhor fornecedor de EPI?

Essa é uma questão fundamental tendo em vista que a empresa deve fornecer os equipamentos gratuitamente aos colaborares e eles devem atender aos requisitos previstos na legislação.

Neste texto, vamos explicar 4 fatores que você deve considerar para encontrar o melhor fornecedor de EPIs. Acompanhe!

1. Reputação no mercado

Para ter mais segurança ao escolher uma parceria, pesquise empresas que tenham uma boa reputação no mercado, reconhecidas pela qualidade dos produtos e do serviço prestado, afinal, a excelência do atendimento e o suporte técnico também são essenciais.

Converse com outros profissionais da área em busca de indicações e faça pesquisas na internet. Essa é uma ótima forma de verificar a reputação da empresa, conhecer os serviços e avaliar o feedback ou experiência de outros clientes.

2. Atendimento às normas legais

Existem diversas normas que tratam dos EPIs, trazendo características específicas e requisitos que eles devem atender para a efetiva proteção dos trabalhadores. Um dos principais é o Certificado de Aprovação (CA) que atesta que o produto foi testado e aprovado pelo órgão responsável.

Esse documento é obrigatório para todos os equipamentos nacionais ou importados e conta com uma data de validade determinada pela NR 6. Isso significa que, além de verificar o CA, é necessário analisar se ele ainda é válido. Portanto, consulte se o fornecedor de EPI atende às normas legais e se os produtos seguem os padrões determinados pela lei.

3. Qualidade dos EPIs

Além de seguir as normas técnicas, existem outros pontos relacionados à qualidade dos EPIs, como medidas necessárias para manutenção e limpeza, vida útil e o conforto ao utilizá-lo. Uma das dificuldades comuns nas empresas é conscientizar os colaboradores sobre a importância de usar os equipamentos e, muitas vezes, o desconforto causado colabora para isso.

Então, busque equipamentos que se preocupem com a ergonomia, feitos com materiais adequados para que o trabalhador consiga exercer suas funções normalmente, sem risco de causar alergias, lesões ou outros desconfortos.

4. Custo-benefício

Conseguir equipamentos com o melhor custo-benefício, sem dúvidas, trará diversas vantagens. Isso significa que você não deve avaliar apenas o preço do produto, mas todas as características do equipamento, como qualidade e durabilidade.

Lembre-se de que um produto que tem vida útil longa e oferece a proteção necessária, trará menores custos em longo prazo do que um item que tenha um preço inferior, mas precise de substituições constantes.

Procure diferentes opções, compare orçamentos e demais características dos equipamentos para determinar qual opção apresentará o custo-benefício mais vantajoso para a empresa.

Observando esses fatores na hora de avaliar o fornecedor de EPI, ficará mais fácil identificar a melhor parceria para seu negócio. Assim, você conseguirá fornecer os equipamentos necessários para a segurança dos seus colaboradores e receberá o suporte técnico necessário.

Achou este conteúdo interessante? Então, aproveite para entrar em contato conosco e conhecer os diferenciais dos nossos EPIs!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-